sexta-feira, 18 de outubro de 2019




Numa perspetiva contabilística o Goodwill corresponde a um item que se encontra no ativo não corrente do Balanço (demonstração financeira obrigatória para todas as Entidades).  O goodwill encontra-se posicionado logo a seguir aos ativos fixos tangíveis e às propriedades de investimento.

Nesta ótica contabilística o Goodwill é utilizado para designar a parte do valor de mercado (ou valor intrínseco) de uma empresa que não esteja diretamente refletida nos seus ativos e nos seus passivos. Inclui-se neste tipo de valores a marca e a imagem de mercado, a carteira de clientes, o know-how dos funcionários, as inovações tecnológicas que antecipam um forte crescimento do negócio, entre outros. 

O sentido original do termo surgiu com o intuito de justificar a razão pela qual as empresas ou negócios eram adquiridos e vendidos por valores superiores ao dos seus capitais próprios. Quando uma empresa adquire uma outra empresa por um valor superior ao dos seus capitais próprios, esta terá que reconhecer essa diferença (o goodwill) nos seus ativos. Este valor pode posteriormente ser periodicamente ajustado.

Fórmula de Cálculo do Goodwill:

Goodwill = Preço de Aquisição da Empresa – Valor do Capital Própria da Empresa Adquirida

O goodwill é um activo intangível que surge, na maioria das vezes, decorrente da aquisição de uma empresa por outra. Assim o goodwill é normalmente a diferença entre o que uma empresa paga para adquirir outra e o valor patrimonial dessa mesma empresa (Capital Próprio). Dado o seu carácter de intangibilidade e de difícil quantificação, apenas se procede à sua contabilização no caso de uma aquisição.

Uma empresa pode apresentar um Capital Próprio reduzido mas se possuir, uma vasta carteira de clientes, inovações tecnológicas no seu processo produtivo que lhe permitam antever um grande crescimento, pessoal altamente qualificado e especializado, poderá apresentar um elevado valor no item goodwill. Trata-se assim do reflexo do valor intangível de uma empresa que se consubstancia, no valor da sua marca, na sua carteira de clientes, nos seus recursos humanos, na inovação tecnológica do sector produtivo, etc.








Cursos relacionados onde de uma forma prática e de um modo pragmático e objetivo são estudadas as demonstrações financeiras previstas no SNC


Curso Prático de Contabilidade e Fiscalidade c/ Informática Aplicada de Acordo com o SNC – Curso Reconhecido pela OCC – 72 Créditos – Lisboa 5 Janeiro - Porto 2 Novembro - Coimbra 27 Novembro



Curso de Especialização em Contabilidade e Fiscalidade – Avançado - Curso Reconhecido pela OCC – 45 Créditos - Porto 28 Setembro

Curso Prático de Controlo de Gestão, Contabilidade de Custos e Orçamental - Curso Reconhecido pela OCC – 36 Créditos – Lisboa 9 Novembro e Porto 26 Outubro


Curso Prático de Excel para Financeiros, Gestores e Contabilistas - Curso Reconhecido pela OCC – 36 Créditos – Lisboa 14 Janeiro 2020 e Porto 13 Novembro



Curso de Expediente Geral de Escritório e Práticas de Contabilidade c/ Informática Aplicada - Porto 2 Novembro



Mini-MBA Finanças Empresariais e Fiscalidade Aplicada – Lisboa 9 Outubro e Porto 26 Outubro


Mini-MBA Alta Performance e Gestão de Negócios – Porto 19 Outubro



Curso Prático de Análise Económica e Financeira de Empresas c/ Informática Aplicada - Curso Reconhecido pela OCC – 54 Créditos – Lisboa 11 Janeiro 2020 e Porto 16 Novembro

0 comentários:

Publicar um comentário

Follow me on Twitter!